“Crise” é a palavra chave para descrever o mundo de hoje, seja em nossas cidades, estados, países e no mundo globalizado. Mas não devemos desanimar. A Economia não é uma ciência exata, portanto nem tudo é previsível. Não sigamos a “onda” onde todos parecem se encaminhar. As crises são épocas de mudanças, quando a riqueza muda de lugar, e portanto se cria pobreza é verdade, mas também riquezas e oportunidades. É como a estação do inverno, quando aparentemente os recursos estão escassos, congelados, os amigos estão reclusos em suas casas. Não há comida em abundância. Apenas espere o momento certo, o inverno não é eterno.

Façamos como no livro de Genesis, quando o hebreu José sabiamente aconselha ao Faraó do antigo Egito a guardar toda a sua colheita durante os primeiro sete anos de abundância, e quando chegou a fome em todos os países vizinhos do Egito, e no próprio Egito, o Faraó se pode permitir ao luxo de vender a colheita excedente aos demais povos.

Isto se chama planejamento. Não desanimemos, pois depois do inverno vem a primavera.

Os Editores